QUIROPRAXIA
CLINICA SCHULER

 

Página Inicial

A Coluna Vertebral

Regras básicas para evitar Micro-Traumas repetitivos posturais e ocupacionais

Nós chamamos de Micro-Traumas aqueles pequenos traumas que não chegam a acontecer ao nível consciente, isto é, a lesão nos músculos, ligamentos, cápsulas articulares, nervos, etc., é mínima, e muitas vezes, a pessoa não chega a sentir dor alguma no momento da ocorrência. Esses Micro-Traumas são chamados repetitivos porque, geralmente, são maus hábitos posturais que temos em nossa rotina de vida. Muitos destes maus hábitos posturais são ocupacionais porque eles acontecem no desempenho de um trabalho.

Assim, são notórias as colunas tipo "ponto de interrogação" dos arquitetos; as cervicais torcidas pela rotação que os dentistas são obrigados a fazer com o pescoço durante o seu trabalho; os problemas de lombalgia dos psiquiatras, por passarem longas horas sentados em cadeiras que estão longe de serem as ideais; das datilógrafas que olham o dia todo para o mesmo lado; dos que precisam carregar peso, das donas de casa, etc.

Quais seriam então as regras básicas para evitarmos este tipo de problemas com nossa Coluna Vertebral, que poderiam dar origem a condições mais sérias e debilitantes, terminando até mesmo em cirurgia? Prevenção sempre foi uma filosofia mais inteligente do que terapia de crise, e a chave da prevenção é a educação. Vamos começar com as posturas mais comuns. Por exemplo: dormir. Todos nós dormimos, mas nem todos dormem corretamente. E o erro mais comum é dormir de bruços.

Esta postura obriga a pessoa a virar o pescoço para o lado, às vezes até 90 graus, fazendo com que esta torção comprima os nervos cervicais, as artérias vertebrais, distendendo os diversos ligamentos, inclusive os capsulares, fazendo um terrível estrago em nosso pescoço. As vértebras cervicais torcidas podem ficar "fixadas" por contraturas musculares. Na figura 1 podemos ver o gráfico lateral de um pescoço, onde observamos o perfeito deslizamento anterior das vértebras 3 e 4, assim como a imobilização das vértebras 5 e 6.

Este é o caso dos torcicolos, das limitações que as pessoas sentem quando querem olhar para os lados ou para trás, etc.

Se esta fixação não for corrigida por uma manipulação específica e corretamente realizada, futuramente os sintomas como tonturas, dores de cabeça, zumbido nos ouvidos, enxaquecas, dormência nos braços e mãos, dores no peito, etc. podem aparecer.

Se o manipulador for uma pessoa de precários conhecimentos e realizar uma manipulação grosseira, o mal pode se agravar.

Na figura 2, vemos também o gráfico do pescoço de uma pessoa que não recebeu o tratamento adequado e as projeções ósseas, conhecidas como bico-de-papagaio, já começam a interferir com o fluxo sangüíneo da artéria vertebral para o cérebro.

Este é o tipo de pessoa que, ao virar a cabeça para o lado, pode ter uma tontura e até perder o equilíbrio. Assim podemos ver a importância de dormir corretamente. Recomendamos dormir de lado, com um TRAVESSEIRO ORTOPÉDICO, e com um segundo travesseiro entre as pernas. Entre outros erros comuns de má postura, está a posição dos homens se barbearem. Geralmente entre eles e o espelho está a pia, onde encostam a parte da frente da pélvis, projetando desta forma o corpo para frente, para ficarem mais próximos do espelho.

Esta postura, com o corpo projetado para a frente, obriga o núcleo do disco a se projetar para trás, forçando as fibras do anel que circunda o disco intervertebral a permitir pequenas rupturas que, somadas através dos anos, vão se constituir finalmente numa hérnia de disco. O mesmo, naturalmente, serve para as mulheres que usam a mesma postura quando fazem a maquiagem.

O ideal seria a colocação de um segundo espelho, que não tenha uma pia que afaste a pessoa. Já que estamos falando em banheiro, vamos falar de banho. Depois de uma certa idade, um dos movimentos mais nocivos para os importantes ligamentos da pélvis, que sustentam o corpo inteiro, é o ato de elevar um pé para lavá-lo enquanto ficamos apoiados no outro.

Muitas lombalgias e até mesmo ciatalgias são resultado deste mau hábito. A solução é colocar, dentro do box, um banquinho para se lavar os pés devidamente sentado. Quando os ligamentos pélvicos perdem a competência, geralmente o ângulo do sacro se modifica, aumentando a lordose lombar.(Fig 3)

Quando isto ocorre, passa a acontecer uma pressão permanente nas raízes nervosas com modificação no comportamento dos órgãos respectivos. Há também uma mudança na posição da junção pubiana, o que faz com que o assoalho pélvico permita o prolapso, primeiro do abdómen, depois do útero, bexiga, etc.. É comum, neste caso, as mulheres acharem que estão ficando com uma projeção maior da barriga sem estarem mais gordas.

A Incontinência da bexiga também é comum. A musculatura pélvica, então, apresenta todas as contraturas respectivas, o que congestiona o retorno linfático e venoso, contribuindo para o aparecimento de varizes, hemorróidas, dores nas pernas, joanetes, Inchaços nos tornozelos, etc..

 

No quarto de dormir vamos encontrar, geralmente, as camas muito
baixas, o que obriga as pessoas que as arrumam a se abaixarem para encaixar o lençol, colchas, etc. Nunca dobre o corpo na altura da cintura, deixando as pernas retas. A posição ideal seria ajoelhar com uma das pernas, baixando todo o corpo mantendo a coluna reta. Aliás, esta postura serve para qualquer pessoa que precisa se abaixar por qualquer motivo.

Os que assistem televisão no quarto, encontram aí, talvez, uma das posturas mais prejudiciais e a que mais tem contribuído, modernamente, para o grande aumento de sofredores deste mal.

Deitar na horizontal com 3 ou 4 almofadas sob a cabeça, aumenta a cifose torácica e retifica a lordose fisiológica cervical. O mesmo acontece para os que deitam no sofá e poem a cabeça no braço do móvel. Esta postura obriga o pescoço a inclinar para a frente em quase 90 graus, em relação ao resto da coluna, o que muito bem pode ser responsável pela enxaqueca enorme na manhã seguinte a uma noitada de TV.

A cozinha também proporciona boas oportunidades de má postura. Geralmente as pias são muito baixas, obrigando as pessoas àquela já comentada e tão prejudicial postura de encostar a pélvis no balcão e inclinar para a frente.

Quem já não tentou lavar louça e percebeu que antes de completar a tarefa já não aguentava de dor nas costas? O ideal seria modificar a altura do balcão onde a pia está colocada e a sua altura deveria chegar ao cotovelo da pessoa que lava a louça, estando esta em pé. Como muitas vezes isto não é possível, o melhor a fazer é abrir a porta do armário em baixo da pia e colocar lá um pé, de tal maneira que pane do peso do corpo seja transferido para a musculatura da perna e não para o último disco.

O tanque da área de serviço é ainda mais baixo do que a pia. Recomendamos sentar num banquinho e lavará roupa sentada. Outro problema na cozinha é o tradicional botijão de gás, que está sempre colocado em lugares pouco acessíveis, obrigando usualmente a um grande esforço numa postura longe da ideal.

 

Geralmente as pessoas não estão habituadas a fazer tal esforço, e muito menos ainda estão com sua musculatura devidamente aquecida. Boa parte das Lombalgias agudas, têm como causa tal esforço. E aqui incluímos pesos como trocar um pneu furado, baldes d'água, vaso com flores, aparelhos de TV, compras de super mercados, crianças, etc...

Se possível, peça ajuda do alguém e, mesmo assim, assuma uma boa postura, para evitar um problema de coluna. Para levantar qualquer peso, use sempre as pernas e nunca a coluna. Outros erros comuns que fazemos repetidamente, são o tricot, por exemplo, que deve ser feito com as mãos ao nível dos olhos com um suporte sob os cotovelos.

Ao amamentar, a mãe não deve suportar o peso da criança e sim colocá-la de tal forma que o seu peso seja transferido para algumas almofadas ou outro artifício qualquer. Os que trabalham sentados o dia inteiro devem usar uma almofada na área lombar, que automaticamente coloca a coluna da pessoa na posição correta.

 

 

A manipulação de vértebras é uma das melhores terapia modernas para a coluna. É praticada em todo o mundo e agora é reconhecida oficialmente como profissão no Brasil. Antes de permitir que alguém vire sua cabeça para "estalar" o seu pescoço, ou puxe qualquer parte do seu corpo, peça para ver o diploma de conclusão de um curso numa escola oficial e acreditada junto à International Chiropractic Association, Washington, DC.. Você pode multo bem estar salvando o seu corpo de sérios problemas de saúde.

 

QUIROPRAXIA: O que é? | Coluna Vertebral | Dicas | Previna-se
CLÍNICA SCHULER: Quem somos | Serviços | Endereço